Dicas de fotos > Fotografar o céu noturno

    Nível: Iniciante

    LIÇÃO 14Fotografar o céu noturno

    Distância focal: 16 mm (equivalente a 35 mm), f-stop: 2,8, velocidade do obturador: 30 segundos.

    Alguma vez você já quis fotografar um céu noturno cheio de estrelas? Com a técnica correta, sua câmera pode capturar uma miríade de fontes de luz no ar. Aqui, apresentamos algumas técnicas para iniciantes para criar fotos espetaculares de estrelas.

    Preparação para fotografar estrelas

    O segredo para tirar belas fotos do céu noturno é escolher o ambiente certo.
    Em grandes áreas urbanas, as luzes artificiais (poluição de luz) iluminam o céu noturno, o que dificulta a visualização das estrelas. Para fotos deslumbrantes de estrelas, o ideal é ir para um local alto ou uma montanha com pouca poluição luminosa e um céu claro, mas você também pode tentar fotografar em um parque nas proximidades que não tenha as luzes da cidade visíveis.
    Mesmo o luar é uma poluição luminosa quando se trata de fotografar estrelas. Recomendamos fotografar durante a lua nova ou após a lua se pôr.

    O obturador deve permanecer aberto por um longo tempo para fotografar estrelas, portanto, prenda a câmera em um tripé como se fosse capturar cenas noturnas. Embora um comando remoto seja útil para fotografar com um tripé, você também pode definir o temporizador interno para dois segundos, se um tripé não estiver disponível. Isso pode evitar a desfocagem devido à vibração ao pressionar o botão do obturador. Além disso, quando usar um tripé, não se esqueça de desativar a função de estabilização de imagem para evitar o funcionamento incorreto.

    Configuração das definições da câmera

    Depois que a câmera estiver afixada em um tripé, escolha as configurações.
    Há diversas formas de fotografar o céu noturno: capturar as estrelas do modo como você as vê, capturar uma imagem com lapso de tempo com as estrelas em movimento e capturar uma nebulosa por meio de uma configuração de teleobjetiva.
    Primeiramente, explicaremos o procedimento mais fácil: como capturar uma imagem estática das estrelas.
    Se você estiver utilizando uma lente de zoom, use a configuração de grande angular (distância focal mais curta). Isso permite que você capture mais estrelas e cenários ao mesmo tempo.

    Imagem de grande angular do céu noturno e cenário.

    Imagem de rastros de estrelas.

    Em seguida, defina o modo de captura para o modo Me ajuste a abertura, a velocidade do obturador e a sensibilidade.

    1. Abertura

    Abra a abertura o máximo possível ao fotografar para capturar mais luz e tornar mais fácil fotografar as estrelas.

    2. Velocidade do obturador

    Embora a velocidade do obturador dependa da lente usada, tente defini-la para cerca de oito segundos. Ao contrário de uma captura de cena fixa usando um tripé, as estrelas estão constantemente se movendo a uma velocidade lenta. Portanto, se a velocidade do obturador for muito alta, as estrelas acabarão parecendo linhas na imagem e será difícil capturá-las mais claramente.

    3. Sensibilidade

    A sensibilidade adequada não pode ser determinada facilmente, pois ela difere muito de acordo com a quantidade de poluição luminosa e do luar, com a lente que está sendo usada, com o local da captura e com o dia. Primeiro, tente fotografar com ISO 400 e, em seguida, encontre o valor correto verificando os resultados das capturas.

    Depois de configurar as três definições acima, você está pronto para começar a fotografar, mas, antes, você deve ajustar o foco nas estrelas. O foco automático (AF) não funciona em ambientes escuros, como um céu noturno, portanto, ajuste para foco manual (MF). Ajustar o foco em uma pequena estrela enquanto olha pela tela LCD pode ser muito difícil, por isso, use as funções Ampliador de foco e Assistente de MF para ajudar a focar nas estrelas brilhantes que aparecem ampliadas no monitor. Você pode usar os botões de operação para mover a área que está sendo ampliada, de modo que você possa procurar estrelas brilhantes para focar.

    Vista do monitorar sem Ampliador de foco (exemplo).

    Vista do monitorar com Ampliador de foco (exemplo).

    Quando você encontrar uma estrela brilhante, gire o anel de foco até que o contorno da estrela esteja nítido. A estrela pode não necessariamente estar em foco com o anel de foco totalmente girado para o lado mais distante (infinito), por isso, recomendamos ampliar a exibição para verificar o foco. Se o visor estiver completamente preto e as estrelas e o cenário difíceis de ver, aumente a sensibilidade para ISO 3200 ou 6400 para facilitar a visualização da imagem no visor, e tente novamente.
    Quando as estrelas estiverem em foco, cuidado para não ajustar o foco até terminar de tirar a foto. A posição do foco pode mudar se a posição do zoom da lente for alterada ou se [AF] for selecionado.

    Se o foco não estiver correto, as estrelas parecerão embaçadas.

    Verifique os resultados ao fotografar

    Quando a estrela estiver em foco, pressione o botão do obturador para capturar uma imagem. A redução de ruído opera por alguns segundos depois da captura, por isso pode levar algum tempo até que a imagem seja exibida no monitor.

    Amplie a imagem e verifique os resultados. Você capturou as estrelas?
    É possível capturar as estrelas utilizando as configurações acima, conforme mostrado a seguir.

    Distância focal: 19 mm, f-stop: 3,5, velocidade do obturador: 5 segundos.

    Parte da constelação Orion ampliada na tela de reprodução. Estrelas são capturados como pontos de luz.

    Se toda a imagem estiver muito brilhante ou muito escura, capture diversas fotos com diferentes definições de sensibilidade e velocidade do obturador. Quanto maior a sensibilidade, mais brilhante a imagem, e você pode fotografar com velocidades de obturação mais rápidas, mas se a sensibilidade for muito alta, a imagem pode apresentar ruído e sua resolução pode ser degradada. Além disso, se o monitor estiver muito brilhante, poderá não ser possível determinar corretamente o brilho da imagem. Ao fotografar em um local escuro, recomendamos definir o brilho do monitor abaixo do que é usado durante o dia.

    Se as estrelas não forem capturadas do mesmo modo que você as vê, você pode verificar as imagens na tela de reprodução para ver se elas estão fora de foco, com muito brilho ou muito escuras, e fotografar novamente.
    É possível também que o céu tenha ficado nublado entre o momento em que você as viu e o momento em que as fotografou.

    Ajustar a composição e as cores

    Depois de confirmar que você consegue capturar as estrelas, tente ajustar a composição e as cores. Fotografar as estrelas cercadas pela paisagem pode gerar para imagens impressionantes. Olhe ao seu redor e tente incluir árvores ou uma vista distante em sua composição. Ao alterar a composição, cuidado para não mover o anel de foco que já estava ajustado.
    É possível ajustar a cor utilizando a função equilíbrios de brancos conforme a sua preferência, embora seja possível selecionar [Incandescente] ou [Fluorescente: Branco quente], por exemplo, para criar uma imagem nítida de um céu estrelado azulado. Você também pode selecionar [AWB] (WB automático) para cores mais naturais, semelhantes às que são vistas a olhos nus.

    Equilíbrio de brancos [Automático]Equilíbrio de brancos [Incandescente]

    Filtros suaves disponíveis comercialmente são eficazes para acentuar as estrelas, desfocando suavemente a luz da estrela. Isso permite que você capture imagens maiores das estrelas, mesmo com uma lente grande angular.

    Foto tirada com um filtro suave na lente.

    Usando a função [Rastro Estelar]*1 nos aplicativos PlayMemories Camera

    Se o seu modelo de câmera aceita aplicativos PlayMemories Camera, você pode usar a função Rastro Estelar para criar facilmente filmes de rastros de estrelas.
    Com o recurso Rastro Estelar, você pode selecionar [Noite Clara], [Noite Escura] ou [Personalizado] de acordo com a cena para criar automaticamente um filme após a captura.
    Em vez de precisar baixar muitas imagens em um computador e criar e editá-las, agora você pode usar este aplicativo para criar facilmente filmes de rastros estelares na câmera.

    • *1 Dependendo do país ou região, os aplicativos “Star Trail” do PlayMemories Camera podem não estar disponíveis.

    Imagem de um filme criado com Star Trail

    Distância focal das lentes: 24 mm/Número F: 1,4/Velocidade do obturador: 8 seg.

    A pródiga aplicação de tecnologia de ponta alcança a refinada performance G Master com resolução consistentemente alta e um bokeh natural e suave, até mesmo na configuração de abertura F1.4 mais ampla. A lente é compacta e também a mais leve da categoria 2, o que maximiza a portabilidade. Também oferece um acionamento AF rápido e preciso, e controle e confiabilidade de nível superior.